cabeçalho.jpg

Qual papel devo imprimir?

diferenca-papeis-fine-art.jpg

Na impressão Fine Art, os papéis podem variar muito dentro das principais marcas utilizadas, Canson e Hahnemühle, sendo texturizados ou lisos, brilhosos, foscos ou semi-brilhos, mais brancos ou um com tom mais aquecido e também com diversos preços.

Papéis brilhosos:

hahnemuehle__fine_art_baryta__325g__closeup.jpg

São mais resistentes a água oferecem um nível de contraste melhor, com maior profundidade de pretos e tons escuros, porém o reflexo da luz incomoda a algumas pessoas e em alguns ambientes pode dificultar a apreciação plena da obra.

Papéis semi-brilho:

_DSC0250.jpg

A principal diferença é que eles tem uma reduzida reflexividade, ou seja, apenas em alguns angulos a luz pode incomodar em visualizar a obra. No geral o efeito de reflexo é bem suave e delicado, dando um acabamento a mais a obra.Como acontece com o Papel Photo Performance canson 240g na foto acima.

Papéis foscos:

hahnemuehle__photo_rag__ultra_smooth__305g__closeup.jpg

Os grandes preferidos da maioria dos fotógrafos, não tem nenhum reflexo e permite que toda a obra seja apreciada sem interferências. Costumam ter um ponto de preto e nível de contraste pouco abaixo dos papéis mais brilhosos, mas não perdem nada em cores e saturação. 

Papéis texturizados:

Sem Título-3.png

Podem ser brilhosos, como Baryta Fine Art ou foscos como Museum Etching e acrescentam um tom de sofisticação artística para a obra, uma vez que essa referência da textura vem dos papéis utilizados para desenho e pintura, agregam mais valor a obra. As texturas podem ser mais proeminentes, como no museum Etching(à esquerda)ou menos proeminentes como no 
 

Qual papel devo imprimir?

Não existe uma escolha ou recomendação certas para uma obra de arte. Tudo depende do gosto pessoal do artista, mas há alguns fatores que podemos utilizar na hora de nortear essas escolhas.
A claridade do ambiente que pode refletir muito em um papel brilhoso, ou o desejo de uma reprodução o mais fiel possível a obra original, optando por um papel fosco e sem texturas quando se trata de um retrato ou imagem mais detalhada.
Quando a obra é mais abstrata, combina técnicas mistas, é uma reprodução de pinturas clássicas ou digitais, um papel texturizado agrega valor ao conferir um toque mais artístico.
Seja qual for o papel, a impressão sempre apresentará um resultado excelente em cores, pretos, definição e longevidade pois se tratando de papéis de Fine Art, esses elementos são garantidos em qualquer situação.